Estatística
| Postado em 28 de maio de 2020 às 8:27

Acidentes em Fortaleza caem 72%

Por Redação Portal

Apesar da redução, acidentes de motociclistas ainda preocupam

Acidentes em Fortaleza caem 72%

O número de acidentes de trânsito diminuiu em Fortaleza desde o início do decreto de distanciamento social, que estabeleceu restrições para circulação de pessoas e veículos em todo o Ceará. Segundo dados da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a Capital teve redução em 72% no número de acidentes totais e 40% na quantidade de mortes em acidentes entre 20 de março e 21 de maio.

Embora os números apontem para melhora dos números, as irregularidades no trânsito ainda são recorrentes, de acordo com o assessor técnico da Autarquia Municipal de Trânsito, André Luís Barcelos. Com a circulação restrita e as vias mais livres, ele explica que a exposição dos condutores diminui, mas elevam-se os fatores de risco relacionados ao comportamento humano.

“Quando o usuário está mais confortável, ele passa a assumir mais riscos. Isso faz com que ele exceda a velocidade, desrespeite as leis de trânsito. E esses fatores podem provocar acidentes”, esclarece André. Ele reforça que, diante da situação de crise na saúde, é ainda mais urgente que os condutores estejam atentos ao seu comportamento no trânsito, como forma de evitar acidentes e a pressão sobre o sistema de saúde.

Apesar da redução, acidentes de motociclistas ainda preocupam

Embora o número de acidentes tenham caído desde o decreto de isolamento social, os casos envolvendo motociclistas ainda preocupam médicos da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Regional do Ceará (SBOT-CE) e o Sindicato das Autoescolas. Segundo dados dessas entidades, a emergência do Instituto Doutor José Frota (IJF) acolheu 419 pessoas envolvidas em acidentes com motocicletas em abril deste ano.

O número equivale a redução de 34% em relação ao mesmo período de 2019. No entanto, os casos de acidente com moto superam em muito outros atendimentos relacionados ao trânsito que foram realizados no hospital. As vítimas de acidentes de carro, por exemplo, somaram 68 vítimas, enquanto os ciclistas, foram 61 no último mês.

Apesar do pouco movimento no trânsito, a presença de motociclistas é constante nas ruas, segundo afirma o presidente do Sbot-CE, doutor José Atualpa Pinheiro Júnior. Ele destaca que essa circulação acontece especialmente pela atuação de motociclistas em serviços de entrega por aplicativo.

“Os ortopedistas e traumatologistas que atuam nas emergências se preocupam muito com esse público, porque os motociclistas formam um dos grupos mais vulneráveis do trânsito e as consequências dos acidentes com eles costumam ser bastante graves e debilitadoras”, ressalta o presidente da Sbot.

Atenção redobrada e respeito às leis de trânsito

De acordo com o assessor técnico da AMC, essa vulnerabilidade dos motociclistas no trânsito ocorre principalmente pelas características dos veículos que conduzem, que causam maior exposição nas ruas. “Os motociclistas precisam ter consciência da sua vulnerabilidade, e manter uma postura mais ativa em relação ao seu nível de atenção, manter os limites de velocidade, e estar em boas condições para dirigir e com bons equipamentos”, orienta André Luís.

O presidente do Sindicato das Autoescolas do Ceará, Eliardo Martins, também comenta que o desrespeito às leis de trânsito e a realização de manobras perigosas podem contribuir para acidentes nesse mesmo cenário de poucos veículos nas ruas. “Mesmo que esteja na via preferencial, não custa reduzir a velocidade um pouco e atentar para o trânsito na via perpendicular. Alguns hábitos de cuidado podem fazer a diferença entre se manter bem e ir parar na emergência do IJF”, recomenda.

Para as autoridades de trânsito e os profissionais da saúde, quanto menor o número de acidentes no trânsito, maior a disponibilidade de leitos e recursos para enfrentar a pandemia e tratar vítimas de outras enfermidades. “Esse é um momento sem precedentes em que todo esforço para aliviar essa pressão enorme que estamos enfrentando nas unidades de saúde e hospitais é bem-vindo”, comenta Daniel Lima, médico e cirurgião de trauma do Instituto Dr. José Frota (IJF).

Operações da AMC nas ruas

Do dia 8 ao dia 18 de maio, 8.268 veículos foram abordados nos comandos operacionais da Autarquia Municipal de Trânsito de Fortaleza. O trabalho dos agentes de trânsito têm sido reforçado no controle de circulação das pessoas, com abordagens preventivas e de conscientização.

As operações são realizadas em toda a Cidade nos quatro turnos, mas priorizam bairros das Regionais I e V, que ainda apresentam uma estatística elevada de desrespeito ao isolamento social. A proposta é dispersar aglomerações e dar apoio no enfrentamento à pandemia.

 

0 0 vote
Article Rating

Fonte
O Povo


Tags


Deixe sua reação


Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas
Colunas
Colunas
Mais Vídeos
Seja você a mudança que quer para o mundoSeja você a mudança que quer para o mundo
Vídeos

Seja você a mudança que quer para o mundo

Clubinho Honda – Segurança no TrânsitoClubinho Honda – Segurança no Trânsito
Vídeos

Clubinho Honda – Segurança no Trânsito

Em todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsitoEm todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsito
Vídeos

Em todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsito

O uso da bicicleta facilita o trânsitoO uso da bicicleta facilita o trânsito
Vídeos

O uso da bicicleta facilita o trânsito