Notícias
| Postado em 04 de novembro de 2019 às 7:16

Comissão premia iniciativas que vão de semáforo inteligente a habitação indígena

Por Redação Portal

A Câmara homenageou, nesta quarta-feira (30), projetos e personalidades que se destacaram nas áreas de mobilidade, saneamento e habitação. Os vencedores da 5ª edição do prêmio Lúcio Costa foram escolhidos pelos integrantes da Comissão de Desenvolvimento Urbano, a partir de indicações dos deputados.

Comissão premia iniciativas que vão de semáforo inteligente a habitação indígena
Michel Jesus

Um dos homenageados foi Cassiano Ferreira Novo, mestre em psicologia do trânsito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Ele criou o projeto “semáforo inteligente” para promover a segurança de pessoas com dificuldade de locomoção. Cassiano, que foi indicado pelo deputado Gustavo Fruet (PDT-PR), também formou vários instrutores de trânsito, líderes em segurança no trabalho e prevenção de acidentes.

“O semáforo inteligente de Curitiba proporciona maior tempo para pessoas com mobilidade reduzida, pessoas com deficiência, pessoas com doenças crônicas, idosos, gestantes. O semáforo identifica essas pessoas no momento e reprograma o seu tempo para que tenham uma travessia mais segura”, explica.

José Ricardo (PT-AM) indicou a Associação Indígena Sateré Mawé do Aninga (Aisma), uma organização que desempenha atividades ligadas à cultura, arte e defesa de direitos sociais. Além disso, também realiza trabalhos no interior do Amazonas com populações indígenas que necessitam de moradia.

Para o deputado José Ricardo, a entidade é um exemplo porque une a estrutura que já existe a políticas públicas para viabilizar os seus direitos.

“Bom destacar uma iniciativa de uma entidade indígena em que predominam mulheres na sua composição, que se esforça para viabilizar o projeto de habitação no interior da Amazônia, onde a situação é difícil, colocar em prática projetos habitacionais e outros empreendimentos.”

Também foi vencedor o Complexo Órion, indicado pelo deputado Francisco Jr. (PSD-GO). O edifício é um complexo médico com várias especialidades e centros cirúrgicos localizados em um só local, o que facilita o acesso e evita o deslocamento entre várias partes da cidade.

O prêmio de mobilidade, saneamento e habitação faz homenagem ao urbanista Lúcio Costa, arquiteto modernista e idealista, reconhecido mundialmente pelo projeto do Plano Piloto de Brasília. Ele faleceu em 1998 e se firmou como pioneiro da arquitetura moderna no Brasil.

 

Reportagem – Helder Ferreira

Fonte


Tags


Deixe sua reação


Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Notícias Relacionadas
Identificação

Novas regras para motoristas de aplicativos

A partir de 30 de janeiro, os motoristas de aplicativo de Campo Grande, precisarão identificar...

Semáforo

Lei permite avanço no sinal vermelho durante a madrugada

Multas em infração de trânsito por avançar ao semáforo com indicação de sinal vermelho  ...

Projeto de Lei

CCJ aprova fim da exigência de apresentação de CNH para comprar veículo ...

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados  aprovou projeto...

Colunas
Colunas
Colunas
Colunas