Auto-escola
| Postado em 26 de novembro de 2019 às 7:18

É legal um policial militar anotar os dados da CNH e do veículo e entregar para um agente de trânsito lavrar o auto de infração?

Por Redação Portal

É legal um policial militar anotar os dados da CNH e do veículo e entregar para um agente de trânsito lavrar o auto de infração?

Considere a seguinte situação hipotética: Um policial militar abordou um condutor que estava estacionado irregularmente e anotou os dados da sua CNH e do veículo e, horas depois, entregou para um agente de trânsito lavrar o Auto de Infração (AIT). Seria essa uma conduta legalmente permitida?

Legalidade do Ato Administrativo

Como diz o jurista Alexandre Matos, em sua obra “Nulidades dos Atos Administrativos de Trânsito”, Todo e qualquer ato da autoridade administrativa deve seguir a lei nos seus estritos termos. […] enquanto os particulares podem fazer tudo aquilo que a lei não proíbe, à administração pública cabe seguir estritamente o que a lei determina”.

Portanto, se um Ato Administrativo, ainda que praticado por um agente público, se encontra em dissonância com a lei, seus efeitos devem ser considerados NULOS.

Fiscalização de trânsito

Sobre o caso em tela, Matos assevera que em regra o agente de trânsito SÓ pode lavrar o Auto de Infração de Trânsito por infração que ele mesmo presenciar.

O Manual Brasileiro de Fiscalização de Trânsito – Volume II (MBFT) estabelece:

O agente de trânsito, ao CONSTATAR o cometimento da infração, lavrará o respectivo auto e aplicará as medidas administrativas cabíveis e que é vedada a lavratura do AIT por solicitação de terceiros.

Desse modo, o fato de um policial militar, assim como qualquer outro agente público não investido da competência de fiscalização de trânsito, anotar os dados da CNH de um condutor e, posteriormente, repassá-los a um agente de trânsito para que este venha lavrar o AIT por infração não constatada pelo próprio agente, é ILEGAL.

Exceção à regra

Contudo, o referido MBFT excetua o caso em que o órgão ou entidade de trânsito realize operação (comando) de fiscalização de normas de circulação e conduta, em que um agente de trânsito constate a infração e informe ao agente que esteja na abordagem.

Nesse caso, o agente que constatou a infração deverá convalidar a autuação no próprio auto de infração ou na planilha da operação (comando), a qual deverá ser arquivada para controle e consulta.

Portanto, SE o policial militar for credenciado pela autoridade de trânsito para realizar operação de fiscalização e estiver devidamente uniformizado, ao constatar uma infração ele poderá informar ao agente que esteja na abordagem para a lavratura do Auto de Infração de Trânsito, hipótese em que o policial militar que constatou a infração deverá convalidar a autuação.

Conclusão

Via de regra, um agente público não credenciado para a fiscalização e operação de trânsito, ainda que policial militar, NÃO PODE, ao presenciar o cometimento de uma infração de trânsito, anotar os dados da CNH do condutor e de identificação do veículo, para posterior lavratura de Auto de Infração por um terceiro (agente de trânsito).

Entretanto, trata-se de um Ato Administrativo válido quando praticado nas operações de trânsito onde aquele que constatou a infração seja credenciado para fiscalizar o trânsito e, então, repasse a situação flagrada a outro agente que esteja procedendo na lavratura dos AIT desta mesma operação.

Fonte
Auto escola On line


Tags


Deixe sua reação


Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Notícias Relacionadas
Curso

Instituição de ensino abre inscrições para pós graduação em Gestão de Trânsito

O Centro Integrado de Educação – Unicorp abriu inscrições para o curso de pós graduaç...

Segurança

Fiscalização nas rodovias é ampliada graças à tecnologia

Com o final do ano se aproximando, o número de veículos trafegando pelas estradas federais...

Toyota

Toyota Etios Sedã ganha preparação para GNV por R$ 5.360

O Toyota Etios Sedã ganhou uma opção para ser abastecido com Gás Natural Veicular (GNV), prometendo...

Colunas
Colunas
Colunas
Colunas