Respiradores
| Postado em 02 de abril de 2020 às 3:55

Montadoras aprendem a consertar respirador artificial

Por Redação Portal

Os equipamentos danificados passam por um processo que inclui uma triagem inicial, desinfecção e quarenta

Montadoras aprendem a consertar respirador artificial
Reprodução

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de São Paulo, por meio de seu núcleo Odonto-Médico-Hospitalar, está consertando respiradores hospitalares artificiais. A técnica também está sendo ensinada a representantes das montadoras General Motors, Scania, Toyota e Honda, para que elas também estruturem projetos de reparação dos aparelhos.

“Nosso objetivo é fazer uma rede de recuperação de respiradores, que é um dos equipamentos essenciais no tratamento dos casos mais graves da Covid-19”, afirma Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Senai-SP.

Os equipamentos danificados passam por um processo que inclui uma triagem inicial, desinfecção e quarenta (se necessário) e depois são enviados para o núcleo Ondoto-Médico-Hospitalar, localizado na Vila Leopoldina, na Zona Oeste de São Paulo, onde são submetidos a uma nova triagem e consertados.

Produção de máscaras

O Senai-SP também intensificou a fabricação de máscaras. De acordo com a instituição, em três meses a previsão é a de que sejam fabricadas 600 mil máscaras. Ainda, segundo o Senai, na última semana foram entregues 4 mil máscaras e outras 6.700 estão sendo finalizadas.

Falta de equipamentos

Uma Pesquisa da Associação Médica Brasileira (AMB) com 826 instituições públicas e particulares do estado de São Paulo mostra que faltam equipamentos de proteção, em 95% delas.

De acordo com o levantamento feito pela AMB, a falta de todos os equipamentos de proteção atinge os seguintes hospitais da rede pública na capital:

  • Hospital do Tatuapé
  • Hospital de Ermelino Matarazzo
  • Hospital Geral de Vila Nova Cachoeirinha
  • Hospital do Ipiranga
  • Hospital Tide Setúbal

Pelos dados a Associação, em outras unidades médicas da rede pública faltam quase todos os equipamentos:

  • Hospital de Guaianazes
  • Santa Casa de Misericórdia
  • Hospital Heliópolis

Casos de coronavírus em São Paulo

O estado de São Paulo já contabiliza nesta quarta-feira (1) 164 mortes e 2.981 casos de coronavírus, ) segundo a Secretaria estadual de Saúde. Com 28 mortes registradas entre terça (31) e quarta (1), o estado tem recorde de mortes desde o início da pandemia.

O novo número de casos representa um aumento de 27% em relação aos 2.339 casos anunciados na segunda (31). No caso das mortes, o crescimento foi de 21%.

Fonte
G1


Tags


Deixe sua reação


Deixe seu comentário

avatar
  Inscreva-se  
mais novo mais velho mais votado
Notificar se
Jean Zocollaro
Visitante
Jean Zocollaro

Sou técnico em eletrônica 20 anos graduado em sistema de informação gostaria muito de ajudar, mas moro em Jaboticabal interior

Notícias Relacionadas
Colunas
Colunas
Mais Vídeos
Seja você a mudança que quer para o mundoSeja você a mudança que quer para o mundo
Vídeos

Seja você a mudança que quer para o mundo

Clubinho Honda – Segurança no TrânsitoClubinho Honda – Segurança no Trânsito
Vídeos

Clubinho Honda – Segurança no Trânsito

Em todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsitoEm todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsito
Vídeos

Em todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsito

O uso da bicicleta facilita o trânsitoO uso da bicicleta facilita o trânsito
Vídeos

O uso da bicicleta facilita o trânsito