Estatística
| Postado em 06 de fevereiro de 2020 às 10:54

Mulheres e Trânsito

Por Redação Portal

A Seguradora Líder, divulga continuamente estatísticas a respeito das vítimas de acidentes de trânsito

Mulheres e Trânsito
A distribuição geral das Indenizações por Sexo no período compreendeu 75% de homens e 25% mulheres/Reprodução:

Se você é mulher e motorista, já deve ter ouvido alguma ofensa no trânsito como “tinha que ser mulher” ou “vai pilotar fogão”. Se você é homem e motorista, também deve ter ouvido algum comentário preconceituoso como “dirige igual mulherzinha”.

Comentários como estes propagados e continuamente repetidos (inclusive por mulheres) sem qualquer tipo de reflexão são encarados muitas vezes como piadas inocentes quando na verdade estão perpetuando uma visão errada de que apenas homens são bons motoristas.

Homens se envolvem em mais acidentes de trânsito      

A Seguradora Líder, divulga continuamente estatísticas a respeito das vítimas de acidentes de trânsito (seja motorista, passageiro ou pedestre) que recorreram às indenizações por morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médicas e hospitalares.

Em um boletim estatístico, foi divulgado que a maior incidência de indenizações pagas foi para vítimas do sexo masculino, mantendo o mesmo comportamento dos anos anteriores. A distribuição geral das Indenizações por Sexo no período compreendeu 75% de homens e 25% mulheres.

Quer mais um exemplo? Se olharmos as indenizações por morte em acidentes com motocicletas no mesmo período, vemos que 88% das indenizações foram para vítimas do sexo masculino. Para os casos de vítimas com sequelas permanentes, 79% das indenizações por acidentes com motocicletas também foram para vítimas do sexo masculino, enquanto as indenizações por acidentes com os demais veículos, pagas também para os homens, representaram 65%.

A seguradora aponta que das Indenizações pagas por Morte, 88% foram para homens e apenas 12% foram para mulheres. Para os demais veículos, 76% dos indenizados foram homens e 24% foram mulheres.

Quanto às indenizações por invalidez  em acidentes com motocicletas, 21% foram mulheres e 79% homens. Para outros veículos foram 35% para mulheres e 65% para homens.

No total, a maior incidência de indenizações pagas foi para vítimas do sexo masculino, padrão que já vem dos anos anteriores dos anos anteriores. As mulheres representaram 25% do todo, e os homens 75%.

Os Dados são correspondentes a 2017 à 2018

Motorista exemplar

Mesmo com os dados apresentados anteriormente, não se pode deduzir que motoristas que o sexo do ou da motorista são fator decisivo para definir quem é realmente bom ao volante. Verdade seja dita: conquistar a carteira de habilitação é apenas o começo. Depois que conquistamos a habilitação, muito esforço é necessário para incorporar as leis ao dia a dia no trânsito, acostumar-se a direção defensiva, pegar confiança na direção e trabalhar o emocional manter-se calmo ao volante.

Quanto mais nos empenhamos a sermos bons motoristas e dar o exemplo, mais longe estaremos das estatísticas de acidentes de trânsito.

Por isso vale o lembrete: deixe para trás aqueles comentários preconceituosos no trânsito ( e na vida). Eles não agregam nada a/ao motorista que está tendo dificuldades.

Seja mais paciente e contribua para um trânsito melhor!

0 0 vote
Article Rating

Fonte
Curso de trânsito


Tags


Deixe sua reação


Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas
Colunas
Colunas
Mais Vídeos
Seja você a mudança que quer para o mundoSeja você a mudança que quer para o mundo
Vídeos

Seja você a mudança que quer para o mundo

Clubinho Honda – Segurança no TrânsitoClubinho Honda – Segurança no Trânsito
Vídeos

Clubinho Honda – Segurança no Trânsito

Em todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsitoEm todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsito
Vídeos

Em todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsito

O uso da bicicleta facilita o trânsitoO uso da bicicleta facilita o trânsito
Vídeos

O uso da bicicleta facilita o trânsito