Infração
| Postado em 28 de novembro de 2019 às 10:34

Número de multas por uso de celular ao volante aumenta 55,1% em dois anos em Piracicaba

Por Redação Portal

Em 2018 foram 8.804 ocorrências, já este ano, já foram 7.861 infrações

Número de multas por uso de celular ao volante aumenta 55,1% em dois anos em Piracicaba

Aumentou 55,1%, entre 2017 e 2019, o número de multas por uso de celular ao volante no trânsito de Piracicaba (SP). Os dados foram divulgados pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran) durante encontro do Fórum Permanente sobre Educação para o Trânsito na Câmara, na manhã desta última quarta-feira (27).

Enquanto em todo ano de 2017 foram 5.067 multas, em 2018 foram 8.804 ocorrências. Já de janeiro a outubro deste ano, foram 7.861 infrações, divulgou Ricardo Piton, chefe de educação e segurança para o trânsito da Semuttran.

O uso de celular ao volante é a quarta infração com mais autuações na cidade. Ela só perde para o excesso de velocidade, avanço de sinal vermelho e falta do uso de cinto de segurança. Para multar, os agentes não precisam abordar o motorista.

Durante a reunião, o secretário de Trânsito e Transportes, Jorge Akira, afirmou que o uso de celular ao volante aumenta em 400% os riscos de acidentes.

“Todos sabem que dirigir utilizando o celular ou qualquer tipo de aparelho que distraia sua atenção vai ser um causador de acidente. O código [de trânsito] prevê uma autuação para uso de celular e fones de ouvido desde 1997”, apontou o capitão Saulo Vieira Runho, comandante da 5ª Companhia da Polícia Militar, órgão que realiza a fiscalização de trânsito na cidade em parceria com os agentes da prefeitura.

Segundo ele, trata-se de um tipo de infração que se tornou mais grave com o avanço da tecnologia. “A gente tinha anteriormente as pessoas falando ao celular. Mas o que a gente pensava que não podia piorar, piorou, porque agora, além das pessoas falarem ao celular, elas manuseiam, escrevem, mandam mensagens, veem vídeos. Antes, pelo menos ele olhava para a via pública. Agora, quando ele tem que tirar o olhar da via pública para o celular”, compara.

Runho observou que mesmo quando motoristas cometem a infração em baixa velocidade oferecem risco, uma vez que o impacto de um veículo a uma velocidade de 40 quarenta quilômetros por hora é equivalente a uma tonelada.

Fonte
G1


Tags


Deixe sua reação


Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Notícias Relacionadas
Agente de trânsito

Bolsonaro inclui agentes de trânsito em novo projeto de liberação de porte ...

O novo projeto de porte de armas enviado ao Congresso inclui os agentes de trânsito nas categorias...

Notícias

MP que extingue o DPVAT é questionada no STF

A Medida Provisória 904 do governo Jair Bolsonaro que dá fim ao DPVAT – seguro obrigatório ...

Recall

Hyundai chama i30 para recall; airbags podem se abrir com impactos em ...

A Hyundai anunciou um recall envolvendo 112.585 unidades do i30 de primeira geração, feitos...

Colunas
Colunas
Colunas
Colunas