Notícias
| Postado em 31 de outubro de 2019 às 3:44

O canetaço que mata

Por Redação Portal

Ainda que as nossas estatísticas de causas dos acidentes de trânsito sejam precárias, é consenso técnico em nível mundial de que existem três medidas básicas preventivas eficazes em prol da segurança do trânsito, quais sejam: a utilização do cinto de segurança (por todos os ocupantes), a restrição à ingestão de álcool no volante e a inibição do excesso de velocidade.

O canetaço que mata

Adiciono a nossa realidade uma quarta medida, a do controle das motocicletas, responsável hoje por aproximadamente um terço das vítimas fatais em nosso país, além de uma legião de incapacitados. Especificamente com relação à velocidade, tendo em vista a recente polêmica presidencial de extinção dos controladores eletrônicos, importante se faz esclarecer que a velocidade se constitui na maior causa dos acidentes de trânsito com vítimas fatais no mundo.

Mesmo quando um condutor tem a preferencial, no caso de cruzamentos, por exemplo, o seu excesso de velocidade muitas vezes irá atrapalhar a decisão daquele (veículo automotor, ciclista ou pedestre) que não tem a preferencial e que pretenda transpor um cruzamento ou simplesmente atravessar uma via de tráfego. Além disso, existe uma relação direta entre o excesso de velocidade e a gravidade das lesões e consequentemente as fatalidades no trânsito, visto que a energia (cinética) do movimento que produz os danos, aumenta exponencialmente com o aumento da velocidade.

Oportuno lembrar que na década de 70, a redução dos limites de velocidade nos EUA devido à crise petrolífera, teve o efeito colateral de despencar a mortalidade no trânsito, bem como dos acidentes de trânsito naquele país.

A desastrosa medida de extinção dos controladores eletrônicos de velocidade, baseada no argumento de que são equipamentos de cunho arrecadatório, coloca mais uma vez e de forma equivocada a responsabilidade no comportamento dos condutores, assinando por antecipação o atestado de óbito de um grande número de vítimas do já sangrento trânsito brasileiro.

Eng. Rodrigo Kleinübing – Perito Criminal

Fonte


Tags


Deixe sua reação


Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Notícias Relacionadas
Notícias

MP que extingue o DPVAT é questionada no STF

A Medida Provisória 904 do governo Jair Bolsonaro que dá fim ao DPVAT – seguro obrigatório ...

Recall

Hyundai chama i30 para recall; airbags podem se abrir com impactos em ...

A Hyundai anunciou um recall envolvendo 112.585 unidades do i30 de primeira geração, feitos...

DPVAT

Seguradora quer reverter decisão do governo de extinguir Dpvat

De cada 10 veículos na rua, menos de três têm seguro facultativo – mais de 70% transitam...

Colunas
Colunas
Colunas
Colunas