Notícias
| Postado em 31 de outubro de 2019 às 3:36

O uso do celular em movimento

Por Redação Portal

Neste mês o CONTRAN - Conselho Nacional de Trânsito, através da Resolução Nº 771/2019 de 28 de fevereiro de 2019, nos convida a reflexão sobre o tema e a mensagem de uma campanha de educação sobre a utilização do celular quando estamos em movimento, nos papéis de pedestre/ciclista/condutor.

O uso do celular em movimento

O tema deverá estar associado nesse mês de agosto a mensagem maior a ser veiculada em toda peça publicitária destinada à divulgação ou promoção, nos meios de comunicação social, de produtos oriundos da indústria automobilística ou afins, para o período de maio de 2019 a abril de 2020, que é

“No trânsito, dê sentido à vida”.

O uso do celular representa hoje a 3ª maior causa de mortes de trânsito no Brasil, segundo dados da ABRAMET – Associação Brasileira de Medicina de Tráfego.

A falta de atenção provocada pelo uso do celular é a causa do aumento galopante destes índices, pois o condutor além de fazer e receber ligações ainda utiliza-se de aplicativos, navegação pelas redes sociais, mensagens e Whatsapp, numa viagem macabra em direção ao acidente de trânsito.

Estudos realizados pelo Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária) revelam que alguns motoristas chegam a ficar entre 4 e 5 segundos sem prestar atenção na via enquanto manuseiam o celular.

O que equivale, segundo o estudo, a percorrer uma distância de 12 carros populares enfileirados com os olhos completamente fechados — se o condutor estiver trafegando a uma velocidade de 80 km/h.

Responder ainda a uma mensagem no WhatsApp é bem mais perigoso, pois estima-se que o tempo gasto para tal pode variar entre 12 e 23 segundos, o que equivaleria a percorrer uma distância de um campo de futebol com os olhos vendados ou fechados.

Engana-se redondamente quem pensa que o uso de celular causa risco apenas nas mãos do condutor do veículo, existe um auto índice de atropelamentos a pedestres distraídos utilizando o celular ao atravessar a rua, ou caindo das calçadas pela distração.

De acordo com a Universidade de Virginia, 47% dos adultos que têm como hábito enviar mensagens fazem isso enquanto estão dirigindo, e 75% dos motoristas admitiram falar ao celular no volante. 44% dos adultos confessaram que já estiveram em situação de perigo em veículos em que as pessoas estavam usando o smartphone.

Segundo a operadora AT&T, 61% dos condutores enviam mensagens na hora em que estão dirigindo, 28% procuram algum tipo de informação na Internet e 12% gravam vídeos. Além disso, muitos não conseguem se desligar das redes sociais: 27% admitem usar o Facebook, 14% usam o Instagram e o Twitter e 17% fazem selfies no carro.

Estes dados nos conduzem a uma constatação de que com o aumento da dependência humana pela tecnologia móvel, leia-se smartphone e similares, precisamos determinar mais rigor na fiscalização e punição a estas práticas e em paralelo pautar a conscientização e a educação como arma maior para evitar o crescimento destes índices de acidentes.

SE LIGA, mas quando estiver nos papéis de pedestre, ciclista e condutor, DESLIGA o celular.

Fonte


Tags


Deixe sua reação


Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Notícias Relacionadas
Acidente de trânsito

Caminhoneiro bêbado mata policial e fere outros 3

Um caminhoneiro alcoolizado matou o cabo Renan Gonçalves, da Polícia Militar, e feriu outras...

Atropelamento

Câmera flagra momento em que motorista perde controle da caminhonete e atropela ...

Uma mulher foi atropelada por uma caminhonete no final da manhã deste domingo (8), quando

...
Ciclista

Motorista embriagado atropela e mata ciclista

Um motorista de 25 anos embriagado atropelou dois ciclistas na manhã deste sábado na Dutra...

Colunas
Colunas
Colunas