Notícias
| Postado em 09 de novembro de 2019 às 6:56

Recall do Chevrolet Onix Plus envolve 19 mil unidades, incluindo as produzidas até quarta-feira, 6

Por Redação Portal

Fabricante suspendeu as entregas do modelo e mandou recolher veículos já entregues. Foi registrado ao menos três casos de falha no sedã desde o fim de outubro.

Recall do Chevrolet Onix Plus envolve 19 mil unidades, incluindo as produzidas até quarta-feira, 6
Chevrolet Onix Plus Premier — Foto: Guilherme Fontana/G1

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacom) do Ministério da Justiça confirmou ao G1 na noite desta sexta-feira (8) que o recall do Chevrolet Onix Plus por risco de incêndio envolve 19.050 unidades, incluindo aquelas produzidas até a última quarta-feira (6).

Destas, 16.737 já foram colocados no mercado (vendidas ou nas concessionárias), enquanto 2.313 ainda estão nos pátios da empresa.

O recall é uma das medidas tomadas pela Chevrolet após o caso do veículo que pegou fogo no Piauí.

Na última quarta-feira (6), o G1 antecipou que a fabricante suspendeu as entregas do Onix Plus, além de recolher as cerca de 8 mil unidades que já haviam sido vendidas.

Dados do recall

A Chevrolet já informa o recall do Onix Plus em seu site.

  • As unidades envolvidas foram produzidas entre 29 de abril e 6 de novembro;
  • Os chassis vão de LG100091 a LG139164;
  • O atendimento está programado para começar no próximo dia 18 de novembro.

O modelo foi lançado em setembro no Brasil.

Qual é o defeito?

No comunicado, a Chevrolet informa que a falha pode ocorrer por defeito na calibração do módulo de controle do motor dos veículos.

Isso acontece com o aumento de pressão e temperatura na câmara de combustão, causando danos no pistão. A consequência é a quebra do bloco do motor. Por fim, se houver vazamento de óleo no compartimento do motor e contato com partes quentes, há possibilidade de incêndio.

A solução é a calibração do módulo de controle do motor.

Outros casos de falha

Ainda nesta sexta-feira (8), o G1 teve acesso a um documento assinado pelo presidente da empresa na América do Sul, o argentino Carlos Zarlenga, e endereçado aos concessionários Chevrolet.

Nele, Zarlenga afirma que soube do primeiro incêndio em 29 de outubro.

O executivo ainda relata que soube, mais tarde, que, “na mesma região, outros dois Onix Plus apresentaram um problema em seus motores”.

No comunicado, a GM afirma ter recolhido e estudado os veículos. A empresa afirma que o setor de engenharia identificou o problema, que está no programa de gerenciamento do motor.

Comunicado enviado pelo presidente da GM, Carlos Zarlenga, aos concessionários — Foto: Reprodução

Comunicado enviado pelo presidente da GM, Carlos Zarlenga, aos concessionários — Foto: Reprodução

Nesse mesmo documento, a General Motors afirma que o setor de engenharia desenvolveu uma atualização no programa de gerenciamento do motor.

Segundo Zarlenda, o objetivo “é disponibilizar a atualização do software nos próximos dias para a rede de Concessionárias, para que eles possam atualizar todos os carros”.

Fonte
G1


Tags


Deixe sua reação


Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] O modelo foi lançado em setembro no Brasil.  No comunicado, a Chevrolet informa que a falha pode ocorrer por defeito na calibração do módulo de controle do motor dos veículos. […]

Notícias Relacionadas
Capotagem

Homens roubam residência, tentam atropelar policial e capotam carro durante fuga

Dois homens foram presos em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, nesta terça-feira (10),...

Recall

Volkswagen Tiguan e CC têm recall por defeito no airbag

A Volkswagen anunciou nesta terça-feira (10) o recall de Tiguan e CC por possível defeito ...

Marcha

Velocidade baixa e marcha alta não é combinação ideal

Quando está dirigindo seu carro com uma marcha mais alta, quarta ou quinta, em velocidades...

Colunas
Colunas
Colunas
Colunas