Troca
| Postado em 17 de fevereiro de 2020 às 3:30

Saiba a hora certa de trocar a bateria do carro

Por Redação Portal

O consumo da bateria está diretamente ligado ao uso do veículo.

Saiba a hora certa de trocar a bateria do carro
Reprodução

Entrou no carro, deu partida e não funcionou? Más notícias: há a chance de a bateria ter descarregado. Uma das coisas que logo vem à cabeça é que algum comportamento do motorista pode ter comprometido a vida útil da peça. É preciso atenção.

O consumo da bateria está diretamente ligado ao uso do veículo. Quando o automóvel possui apenas os itens de fábrica, ela pode durar de dois a dois anos e meio. Com a adição de acessórios, como som e faróis, a vida útil diminui. De qualquer forma, a peça pode apresentar sinais que caracterizam o fim do funcionamento.

Carlos Oliveira, mecânico da Vicar Centro Automotivo, afirma que, quando a bateria está para “arriar”, o veículo pode demorar a pegar, como se o motor estivesse fraco. “O carro pode até andar, mas pode parar no meio do caminho”, alerta.

Quanto à preservação do produto, Carlos afirma que isso não depende só do motorista. “A bateria costuma durar dois anos, mas pode acabar antes ou depois, independentemente do carro. É igual a celular, alguns têm uma bateria mais duradoura e outros não. Mas manter os faróis desligados e evitar o ar condicionado pode ajudar.”

Já Alessandro Rubio, coordenador técnico do Centro de Experimentação e Segurança Viária (CESVI), afirma que existem algumas situações causadas pelo dono do veículo que podem reduzir a vida útil. “Quando o motorista abastece o veículo flex com álcool em regiões mais frias, pode diminuir a vida útil porque o carro demora mais para esquentar o motor. Carros que ficam muito tempo parados na garagem e que possuem alarmes não originais também comprometem a validade.”

Algumas atitudes do dono podem aumentar o tempo de uso da bateria. “Se o motorista mantiver o reservatório de partida a frio com gasolina Premium, que o prazo de validade dela é maior – cerca de 12 meses -, vai ter menos dificuldade de ligar o veículo. Nos carros que não têm esse reservatório, é preciso respeitar o aquecimento do motor. Se for instalar alarme, pergunte se ele não consome muita bateria, e evite deixar o som ligado”, exemplifica Alessandro.

Na hora de escolher o produto, a dica é não pensar só na economia. A bateria é um item essencial do veículo e o motorista precisa garantir a sua qualidade.

“A pessoa também tem que saber a amperagem correta. Comprar uma bateria com carga errada dará problema”, alerta o mecânico Carlos Oliveira.

“Se colocar a mais, o alternador não vai carregar. Se for menos, vai carregar, mas não vai suprir os acessórios. Além disso, deve-se verificar os polos e saber o tamanho físico da bateria.”

0 0 vote
Article Rating

Fonte
A Gazeta


Tags


Deixe sua reação


Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas
Colunas
Colunas
Mais Vídeos
Seja você a mudança que quer para o mundoSeja você a mudança que quer para o mundo
Vídeos

Seja você a mudança que quer para o mundo

Clubinho Honda – Segurança no TrânsitoClubinho Honda – Segurança no Trânsito
Vídeos

Clubinho Honda – Segurança no Trânsito

Em todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsitoEm todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsito
Vídeos

Em todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsito

O uso da bicicleta facilita o trânsitoO uso da bicicleta facilita o trânsito
Vídeos

O uso da bicicleta facilita o trânsito