Vendas
| Postado em 02 de abril de 2020 às 2:52

Venda de veículos novos cai 22% em março

Por Redação Portal

Os resultados foram divulgados nesta quinta-feira (2) pela associação das concessionárias, a Fenabrave, e mostram o impacto da pandemia do coronavírus no setor.

Venda de veículos novos cai 22% em março
Reprodução

A venda de veículos novos caiu 21,8% em março, na comparação com o mesmo período do ano passado. Os resultados foram divulgados nesta quinta-feira (2) pela associação das concessionárias, a Fenabrave, e mostram o impacto da pandemia do coronavírus no setor.

Foram emplacadas 163.588 unidades de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus no último mês, contra 209.148 em março de 2019.

Em relação a fevereiro a queda foi de 18,6%. Já comparando os acumulados de janeiro a março, as vendas tiveram uma queda menor, de 8,2%.

Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, o mês de março foi impactado, drasticamente, em função da pandemia do coronavírus.

“Nosso setor, que representa 4,5% do PIB e gera, diretamente, mais de 315 mil empregos, por meio de 7,3 mil concessionárias, está, praticamente, paralisado, em função dos decretos de quarentena”, disse Alarico.

Por segmentos
O bloco que inclui automóveis e comerciais leves foi que mais sentiu o efeito da pandemia em março, com queda de 21,9% em relação ao ano passado. Foram emplacadas 43.706 unidades a menos, fechando o mês com 155.810. Considerando somente os automóveis, o impacto foi de 23% a menos nas vendas.

Entre caminhões e ônibus a queda foi ligeiramente menor, de 19,3%. Porém, os ônibus representaram a maior queda de todo o mercado: 35,4%, passando de 2.004 para 1.295 unidades vendidas nos respectivos meses de março.

Onix sente queda, mas segue líder
Modelo mais vendido do país, o Chevrolet Onix fechou o último mês com uma queda de 32%. Em março o modelo teve 12.007 unidades vendidas, contra as 17.652 de fevereiro.

O sedã Onix Plus passou da vice-liderança para a quarta colocação com 6.670 unidades – contra as 9.123 anteriores. Ainda na Chevrolet, é cedo para dizer sobre os impactos para o novo Tracker, que chegou às lojas na metade do mês e tem estoque da antiga geração.

Já a Hyundai pouco sentiu a crise e vendeu 1.360 (16,2%) HB20 a menos. Foram 7.042 em março, garantindo o terceiro lugar do pódio, atrás apenas do Ford Ka, que emplacou 7.103 unidades.

Ford passa Hyundai
A queda geral dos números causou mudanças não apenas no ranking de modelos, mas também das fabricantes, considerando automóveis e comerciais leves.

Assim como o Ka ultrapassou o HB20, a Ford tomou o quarto lugar que foi da Hyundai em fevereiro. Mais do que isso, a americana aumentou sua participação no mercado, passando a ter 9,24%. A sul-coreana tem 8,5%. Em fevereiro, elas tinham, respectivamente, 7,8 e 8,5%.

A General Motors continuou na liderança com 16,4% de participação do mercado, mas viu suas vendas gerais caírem em quase 10 mil unidades. Foram 25.501 em março, contra as 34.145 de fevereiro.

Fonte
Auto Esporte



Deixe sua reação


Deixe seu comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar se

Notícias Relacionadas
Colunas
Colunas
Mais Vídeos
Seja você a mudança que quer para o mundoSeja você a mudança que quer para o mundo
Vídeos

Seja você a mudança que quer para o mundo

Clubinho Honda – Segurança no TrânsitoClubinho Honda – Segurança no Trânsito
Vídeos

Clubinho Honda – Segurança no Trânsito

Em todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsitoEm todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsito
Vídeos

Em todo o mundo pessoas arriscam a sua vida e dos seus no trânsito

O uso da bicicleta facilita o trânsitoO uso da bicicleta facilita o trânsito
Vídeos

O uso da bicicleta facilita o trânsito